releases Toggle

NOVO PRESIDENTE DO CONSELHO DA CLIA ABREMAR BRASIL INICIA MANDATO

Eleito presidente do Conselho da CLIA ABREMAR BRASIL (Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos) no mês de abril, por um sistema de rodízio entre as armadoras mantenedoras, no qual uma companhia não pode acumular dois mandatos seguidos, Renê Hermann assumiu seu mandato de dois anos no último domingo, dia 01 de maio, após gestão de Roberto Fusaro.

O executivo é diretor geral da Costa Cruzeiros para a América do Sul e trabalha no setor há 22 anos. Graduado em Administração, iniciou sua carreira profissional na indústria da aviação em 1974, obtendo licença como piloto. Antes de juntar-se a Costa Cruzeiros, o executivo trabalhou para Varig, British Caledonian e British Airways, ocupando nessa última empresa o cargo de Diretor Geral para o Brasil.

“Os desafios do mercado de cruzeiros no Brasil ainda são inúmeros e a CLIA ABREMAR está disposta a enfrentá-los. Vamos seguir buscando a redução dos custos operacionais e a diminuição nos valores das taxas e dos impostos cobrados às companhias marítimas que atuam e que pretendem operar no país. Continuaremos lutando por uma melhor infraestrutura portuária, incentivando o diálogo e comprometimento do governo em todas as esferas (municipal, estadual e federal), possibilitando, dessa maneira, a retomada do crescimento do setor no país”, espera Renê.

Com mais de 20 anos de experiência no setor, Roberto Fusaro, Diretor Geral da MSC Cruzeiros para a América do Sul, estava à frente da CLIA ABREMAR BRASIL desde 2014 e seguirá no Conselho da entidade.

“O principal objetivo da Associação é apoiar todas as organizações do setor e contribuir de maneira expressiva na busca por novas alternativas que incentivem o crescimento dos Cruzeiros Marítimos no Brasil. Nosso mercado merece muita atenção devido à sua capacidade de expansão e à importante contribuição econômica ao país, sobretudo de forma regional. Estou certo de que, com este propósito, alcançaremos ótimos resultados”, afirmou Fusaro, desejando inúmeras conquistas a seu sucessor e aos Cruzeiros Marítimos.

“Assumo com a confiança de que a indústria de cruzeiros no Brasil conseguirá voltar a movimentar perto de 1 milhão de hóspedes. A demanda de turistas nacionais por viagens de cruzeiros continua presente e em crescimento. Ou seja, o potencial existe e o produto também: são quase 8 mil quilômetros de costa, recheada de paisagens deslumbrantes. Com mais brasileiros vivenciando a experiência de viajar a bordo de um navio, maiores são as oportunidades para movimentarmos a economia nos próximos anos”, finaliza Renê Hermann.

Comments are closed.